No post anterior falamos sobre a importância de pivotar e sobre os tipos de pivôs mais comuns. Neste traremos 10 cases de sucesso de startups que pivotaram, ou seja, que reajustaram sua rota durante o caminho, mesmo já tendo clientes.

 

startups-sorocaba-pivot

Startup Sorocaba: Update or die. Confira 10 cases de startups que pivotaram e deram certo

 

10 startups que pivotaram (e deram certo)

 

1) Youtube

startup-sorocaba-startups-que-pivotaram-youtube

 

Talvez um dos exemplos mais clássicos seja o Youtube. Hoje, o YouTube é uma das plataformas mais usadas para armazenamento e compartilhamento de vídeos online. Fundada em 2005, pelos empreendedores Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim, a ideia inicial da startup era atuar como um serviço de vídeo para namoro online. Com problemas para crescer, decidiram focar somente no compartilhamento de vídeos. Em 2006, o Google comprou a startup por 1,65 bilhões de dólares.

 

2) Sambatech

 

startup-sorocaba-startups-que-pivotaram-sambatech

 

Criada em 2007, a Samba Tech distribuía jogos de celular para o Brasil e para países da América Latina. Três anos depois, o fundador Gustavo Caetano percebeu que o mercado não era escalável. Mudou o foco do negócio e criou uma plataforma de gestão de vídeos online. Depois, a empresa fez dois spin-offs: a Samba Adstream e a Samba Ads. No ano passado, foi anunciada a criação da holding Samba Group.

 

3) Twitter

 

startup-sorocaba-startups-que-pivotaram-twitter

 

Em 2005, a startup Odeo criou uma plataforma para buscar e assinar podcasts na internet. O Twitter era uma das suas ferramentas, que entrou no ar 2006. O negócios de podcasts não decolou e todos os esforços foram destinados à rede. Em 2013, a startup chegou à bolsa de valores de Nova York e levantou 1,82 bilhão de dólares.

 

4) Pagpop

 

startup-sorocaba-startups-que-pivotaram-pagpo

 

Antes de ser acelerada pela 21212, a startup PagPop se chamava Vital Cred e era focada em oferecer pagamentos por meio de carnês. Fundada pelo dentista brasileiro Márcio Campos, hoje a empresa tem uma plataforma que permite a qualquer lojista o uso de celulares para receber pagamentos com cartões de crédito. Em 2012, recebeu aporte da Intel Capital, braço de investimentos da Intel.

 

5) Paypal

 

startup-sorocaba-startups-que-pivotaram-paypal

 

Fundado em 1998, o sistema do PayPal foi criado para efetuar pagamentos via palmtops e só depois os fundadores resolveram focar em transferir dinheiro online. Hoje, o serviço de pagamento online mais conhecido do mundo tem 148 milhões de contas ativas e está disponível em 26 moedas, em 193 mercados. Em 2002, foi comprado pelo eBay por 1,5 bilhão de dólares.

 

6) ZeroPaper

 

startup-sorocaba-startups-que-pivotaram-zeropaper

 

Simplificar a contabilidade e reduzir a necessidade de papel eram os principais objetivos dos fundadores da ZeroPaper. Entretanto, mudaram o rumo do negócio para atender as necessidades do mercado e criaram um gerenciador financeiro online para ajudar pequenos e médios empresários. Em 2013, a TOTVS Ventures adquiriu participação minoritária na startup.

 

7) Instagram

 

startup-sorocaba-startups-que-pivotaram-instagram

 

Os co-fundadores do Instagram, Mike Krieger e Kevin Systrom, começaram o negócio em 2010 e inicialmente era chamado de Burbn. No começo, o app não só compartilhava fotos como também tinha funcionalidades do Foursquare e elementos de jogos. Eles mudaram o foco e resolveram investir apenas no compartilhamento de fotos. Em 2012, Mark Zuckerberg anunciou a compra do Instagram por aproximadamente 1 bilhão de dólares.

 

8) Easy Taxi

 

startup-sorocaba-startups-que-pivotaram-easy-taxi

 

O empreendedor Tallis Gomes tinha pensado em criar um aplicativo de monitoramento dos horários de ônibus. Depois de uma experiência em que teve muita dificuldade para conseguir um táxi, desenvolveu a ideia do que seria o Easy Taxi. Em 2011, a startup vence o concurso da aceleradora Startup Farm Rio 2011. Hoje, a startup está presente em 30 países, tem uma rede com mais de 120 mil taxistas e recebeu várias rodadas de investimento.

 

9)  Flickr

 

startup-sorocaba-startups-que-pivotaram-flickr

 

Em 2004, o Flickr foi fundado pela empresa canadense Ludicopr, dos empreendedores Caterina Fake e Stewart Butterfield, e começou como um RPG online e era chamado de Game Neverending. Foi a ferramenta para compartilhar e salvar fotos na rede enquanto os usuários jogavam que liderou a mudança do modelo de negócio da startup. Um ano após sua fundação, o Flickr foi comprada pelo Yahoo por 35 milhões de dólares.

 

10)  Facebook

 

startup-sorocaba-facebook-pivot

 

O Facebook começou com um site parecido com HotOrNot.com. Depois de um grande pivô, o Facebook passou a ser uma rede social que conectava estudantes de Harvard  (sim! acreditem). Agora após diversos outros pivôs, o Facebook é uma rede social aberta a todos, com diversas funções. Em 2012 a empresa estreou na bolsa de valores com o maior IPO (oferta pública inicial das ações, em inglês) da história das empresas de internet dos Estados Unidos. As ações foram oferecidas ao preço incial de US$ 38, o que rendeu US$ 16 bilhões à companhia. A rede social agora é avaliada em US$ 104 bilhões.

 

Aí você se pergunta: mas e se mesmo mudando, minha startup não der certo? Tendo esgotado todas as possibilidades (e preferencialmente antes de finalizar seus recursos financeiros), a melhor decisão a ser tomada neste caso é abandonar a ideia/projeto. Lembre-se:

O fracasso é o pré-requisito para a aprendizagem

Eric Ries (autor do livro “A startup enxuta”)

 

Desapegue e invista em uma nova ideia! Empreender é isso! Welcome in the world of enterpreneurship!

 


 

E você, o que pensa sobre o assunto? Gostou do artigo? Compartilhe conosco sua opinião. Não gostou? Acha que podemos melhorar? Então nos ajude a aprimorar nosso trabalho.

Siga o Startup Sorocaba no Facebook e cadastre-se para receber nossa newsletter e para ser informado sobre todas as novidades.

Compartilhe:

Bacharel em Administração com ênfase em Marketing, especialista em Marketing (MBA em Vendas & Trade Marketing) com larga experiência, atuando no desenvolvimento de marcas, produtos e serviços, gerenciamento de projetos offline e projetos digitais. Presta consultoria na área de marketing, marketing digital e inovação, lecionando como professora convidada em cursos de graduação e MBA. Atuou como BizDev e Curadora de Projetos na Associação Brasileira de Startups (ABStartups) participando diretamente das edições do programa de acesso ao mercado Pitch Corporate (nas verticais Exportação, Educação, in-company), Pitch Gov SP, primeiro programa da América Latina em parceria com o Governo do Estado de São Paulo e da Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo (CASE), maior evento da América Latina neste segmento. Atualmente é Sub - Coordenadora do Comitê de Comunidades também na Associação Brasileira de Startups (ABStartups). Sócia da 4 Legacy Ventures, fundadora do Startup Sorocaba e empreendedora digital, já criou inúmeros projetos digitais e contribuiu para o desenvolvimento de outros, tendo sido também parte da equipe de algumas startups. É uma das organizadoras do Google Business Group Sorocaba, atuando diretamente como manager do Google Business Group Women, além de embaixadora de alguns projetos nacionais e internacionais na área de empreendedorismo e tecnologia (como o Technovation Challenge). Já desenvolveu atividades na Campus Party 2015, ministrou palestras e cursos sobre empreendedorismo, empreendedorismo digital e startups. Foi curadora da arena “Tech4Teens” na Virada Empreendedora 2016, mentora convidada do Comitê Acelera da FIESP, Inovativa e de programas voltados para startups onde também já integrou bancas de jurados, avaliando projetos inovadores. É Community Manager da Techstars (uma das maiores aceleradoras do mundo) e Membro do Comitê da Rede Global de Empreendedorismo, atuando como uma das líderes locais em Sorocaba. Autora de dois livros pela Câmara Brasileira do Jovem Escritor, poetisa e aventureira nas horas vagas.